quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

Tradição



Templo





" O velho que existe em nós
Prende-nos
em objetivos loucos
em desejos roucos.
Loucos por não sentirem a felicidade simples do dia
Roucos por gritarem incessantemente  na vida.
A espada que mata o inimigo
fere a mão do amigo.
O velho sai aos campos em busca de uma nova guerra
e descobre que luta contra miragens
contra sinais.
O véu que nos impede de ver
Aquilo pelo que nosso coração pulsa
Aquilo pelo que as crianças pulam
O velho nó
Desfaz-se em pó
O novo sorri  em nós.”





Thiago Mendes